Primeira Infância é a que fica

Em 2016, a infância brasileira teve uma grande vitória com a aprovação do Marco Legal da Primeira Infância, que estabelece princípios e diretrizes para criação de políticas públicas voltadas para crianças de zero a seis anos, garantindo condições para o pleno desenvolvimento infantil. O Artigo 8º do Marco estabelece que as cidades devem criar um Plano Municipal pela Primeira Infância (PMPI), articulando os diferentes setores (saúde, educação, cultura, etc), para estabelecer, com metas e prazos, como a cidade fará para garantir que os direitos das crianças estejam plenamente respeitados e seu desenvolvimento priorizado. Depois de pesquisa e diagnóstico sobre a infância na região, Pardinho está iniciando a elaboração de um PMPI e, assim, adotar um cuidado especial com as crianças, desde a gestação até os seis anos de idade. R03; Agora, governo e sociedade vão, juntos, decidir o que deve ser feito nos próximos dez anos para melhorar as condições de vida, de crescimento e de dinamização do potencial das crianças. Tão essencial quanto criar políticas públicas é a execução e manutenção delas. Por esse motivo a participação da cidade é fundamental nesse processo, uma vez que essa política para ser efetiva precisa ser mantida e bem administrada por seus cidadãos, bem como pelos governantes que por ali passarem. O plano irá focar nos seguintes eixos: R03; Criança com saúde R03; Educação infantil R03; Proteção à infância R03; Direito de brincar e espaço R03; Cidadania e diversidade R03; Consumo e meios de comunicação O artigo 227 da Constituição indica que garantir a prioridade absoluta dos direitos das crianças é dever de todos: Estado, família e sociedade. Então, venha conhecer a proposta. A opinião de cada um é fundamental para ditar como Pardinho cuidará daqui pra frente de seus pequenos cidadãos! mais informações estão disponíveis no site https://www.primeirainfanciapardinho.info